Saiba como as vitaminas agem no organismo




Com toda a certeza você já deve ter ouvido falar sobre os diversos benefícios das vitaminas para o seu corpo. Cada vez mais a ciência aprofunda o conhecimento sobre esses micronutrientes e como eles podem auxiliar na manutenção da nossa saúde.


Mas você sabe exatamente o que são as vitaminas e para que elas servem?


As vitaminas são nutrientes orgânicos que desempenham um papel importante em muitos processos fisiológicos e bioquímicos vitais para o funcionamento normal do corpo. As vitaminas podem ser precursoras para formação de hormônios, assim como dão origem também às coenzimas, que são moléculas que auxiliam o funcionamento de enzimas envolvidas em diversas reações metabólicas.


No geral, humanos e animais não possuem a capacidade de síntese (produção) de vitaminas, motivo pelo qual torna a obtenção por meio da alimentação fundamental. No entanto, existem algumas exceções, como a vitamina D, que pode ser produzida pelo organismo a partir da exposição da pele ao sol, ou a vitamina K, produzida, em parte, por bactérias que habitam naturalmente nosso intestino.


Benefícios da vitamina D


Em se tratando de vitaminas, com certeza a D é umas das que tem ganhado muito destaque por seus benefícios para a saúde. A vitamina D promove a absorção de cálcio no intestino, fator importantíssimo para melhorar a qualidade óssea, ajudando a proteger do desenvolvimento de osteoporose, por exemplo.


Mas os benefícios da vitamina D podem ir além da saúde óssea. Evidências sugerem que a deficiência dessa vitamina pode estar ligada ao desenvolvimento de doenças em gestantes, como o diabetes mellitus gestacional (DMG). Nesse caso, a avaliação dos níveis de vitamina D no início da gravidez pode ser clinicamente importante para identificar o risco para DMG, além de possibilitar o desenvolvimento de intervenções eficazes para a prevenção.


Além disso, a vitamina D pode agir ainda na redução de processos inflamatórios e no fortalecimento de nossa resposta imunológica. Alimentos como óleo de fígado de bacalhau, salmão, atum, truta e sardinha, gema de ovo e fígado são ricos em vitamina D e podem ajudar na suplementação deste nutriente tão importante.


Cientistas investigam também uma possível associação entre os níveis sanguíneos de vitamina D e o risco de desenvolvimento de câncer. Alguns estudos indicam que a suplementação da vitamina poderia estar associada a um risco menor para o câncer. No entanto, o tema é ainda alvo de forte debate dentro da comunidade científica e mais estudos estão sendo desenvolvidos para chegar a uma conclusão definitiva.


Vitaminas e estações do ano


Geralmente, no verão nossa exposição ao sol aumenta de forma considerável e por isso costumamos não dar tanta importância para os nossos níveis de vitamina D. Mas no inverno, essa exposição solar diminui consideravelmente e precisamos dar uma atenção especial para essa vitamina, principalmente em mulheres com 60 anos ou mais que podem apresentar uma maior suscetibilidade ao desenvolvimento de osteoporose.


Falando em inverno, uma outra vitamina bastante comentada nessa estação é a vitamina C. Afinal, quem nunca recebeu uma recomendação da avó para tomar aquele suco de laranja natural? As avós adoram dar essa recomendação achando que seus netinhos poderiam estar protegidos de resfriados. Mas a ciência até agora não demonstrou resultados concretos de que a suplementação com vitamina C poderia ajudar na prevenção desta doença. Mas não desanime, a vitamina C realmente possui alguns benefícios que são muito importantes para nossa saúde.


Benefícios da vitamina C


A vitamina C ou ácido L-ascórbico é um nutriente indispensável para nós, desempenhando inúmeras funções fisiológicas, como atividade antioxidante, modulação do sistema imunológico e síntese de colágeno, carnitina e neurotransmissores. Também participa do processo de cicatrização de tecidos e mantém a integridade dos vasos sanguíneos.


Além da controversa relação com o resfriado, provavelmente outra fama bem conhecida dessa vitamina seja o seu potencial antioxidante. No entanto, foi demonstrado que a vitamina C pode ter também efeitos pró-oxidantes que podem causar danos às nossas células quando em uso prolongado.


Um ponto importante observado em alguns estudos é que a ingestão de vitamina C pelos alimentos não mostra os efeitos prejudiciais observados com a ingestão de vitamina C pelos suplementos. Portanto, cuidado para não abusar das pastilhas efervescentes vendidas em farmácias. Prefira sempre fontes de vitamina C naturais encontradas em frutas como a acerola, laranja e o limão.


Benefícios da vitamina B12


Outra vitamina muito importante para a saúde de nosso organismo é a B12. Essa vitamina pertence à família das vitaminas do complexo B e está naturalmente presente em alguns alimentos. Como a vitamina B12 contém o mineral cobalto, ela também é conhecida como “cobalamina”. Essa vitamina não é sintetizada pelo organismo humano e sua ingestão pela alimentação é essencial.


Dentre suas funções em nosso corpo, destacamos a ação no desenvolvimento e função do sistema nervoso central, em especial dos neurônios. Sem a B12, pode ocorrer um processo chamado de desmielinização neuronal. Isso ocorre pela destruição da mielina (uma substância que recobre e protege os neurônios), deixando-os mais vulneráveis e comprometendo suas atividades. A vitamina B12 atua também na formação de glóbulos vermelhos saudáveis em nosso sangue, além de contribuir para a síntese e reparo do DNA, o código genético que compõem todas as nossas células.


Uma característica importante da vitamina B12 é a sua absorção pelo nosso sistema digestivo.


Neste ponto, entra um fator chave produzido pelas células do estômago, o chamado Fator Intrínseco (FI). Ao chegar no estômago, um dos processos que ocorrem é a ligação desse fator na vitamina. O FI funciona como um transportador da B12, tornando possível sua absorção no intestino. Por esse motivo, pessoas que foram submetidas à cirurgia bariátrica devem estar atentas aos níveis de B12 no corpo. Isso porque esse tipo de procedimento acaba afetando a produção de fator intrínseco pelo estômago, o que impacta diretamente na absorção da vitamina B12 por via oral.


Podem ser consideradas fontes alimentares de vitamina B12 alimentos de origem animal, incluindo peixes, carnes, aves, ovos e laticínios. Além disso, cereais matinais fortificados e leveduras nutricionais são fontes prontamente disponíveis de vitamina B12 que têm alta biodisponibilidade.


Além dessas vitaminas, existem outras que também possuem funções muito importantes para o nosso organismo, como a vitamina A e E. Cada uma dessas vitaminas desempenha um papel importante em nosso corpo e por isso devemos manter uma alimentação equilibrada para garantir a ingestão necessária de cada uma delas.


Mas atenção: a suplementação excessiva e de forma desnecessária de qualquer uma dessas vitaminas pode ser prejudicial a sua saúde. Por isso, é importante o acompanhamento nutricional e médico, além da realização de exames para avaliação dos níveis das vitaminas.


Nós, do Laboratório Biocenter, assumimos o compromisso de deixá-los sempre bem-informados e atualizados, trazendo conteúdos relevantes e de qualidade para você.


Referência:

Amrein, K., Scherkl, M., Hoffmann, M., Neuwersch-Sommeregger, S., Köstenberger, M., Berisha, A. T., ... & Malle, O. (2020). Vitamin D deficiency 2.0: an update on the current status worldwide. European journal of clinical nutrition. Hamishehkar, H., Ranjdoost, F., Asgharian, P., Mahmoodpoor, A., & Sanaie, S. (2016). Vitamins, are they safe?. Advanced Pharmaceutical Bulletin. Lindsay H. Allen, Vitamin B-12. 2012. Advances in Nutrition. Naidu KA. Vitamin c in human health and disease is still a mystery? An overview. Nutr J. 2003 National Institutes of Health (NIH). Vitamin B12. 2021. Disponível em: https://ods.od.nih.gov/factsheets/VitaminB12-HealthProfessional/. Acesso em: 28 jul. 2021. National Institutes of Health (NIH). Vitamin D. 2021. Disponível em: https://ods.od.nih.gov/factsheets/VitaminD-HealthProfessional/. Acesso em: 28 jul. 2021. Taylor CL, Sempos CT, Davis CD, Brannon PM. 2017. Vitamin D: Moving Forward to Address Emerging Science. Nutrients.

74 visualizações