top of page

Você sabe quais fatores podem influenciar no resultado dos seus exames?



Quando pensamos nos exames que precisamos fazer, geralmente nos preocupamos com o tempo de jejum. No entanto, outros fatores também podem influenciar no resultado de nossos exames como a qualidade do sono e a prática de atividade física. Mas, além destes, o uso de medicamentos e o consumo de bebidas alcóolicas ou cigarros também podem comprometer seus resultados.


Por isso, no artigo de hoje, vamos responder as principais dúvidas que surgem relacionadas a esses fatores. Conhecê-los e compreender os seus efeitos é fundamental para se obter um resultado confiável.


É verdade que a qualidade do sono interfere no resultado dos exames?


Uma noite de sono de qualidade no dia que antecede a coleta é fundamental para o funcionamento adequado do nosso organismo. Por isso, um sono ruim pode influenciar no resultado dos seus exames.


Alguns estudos científicos, por exemplo, demonstram que trabalhadores noturnos tem maior quantidade de monócitos, um tipo de células brancas (leucócitos) que fazem parte do sangue, em relação aos indivíduos que não fazem esse turno. Outras pesquisas demonstram que uma única noite de privação de sono também é suficiente para alterar a contagem de um outro tipo de leucócitos, os neutrófilos.


Bebida alcoólica interfere no resultado dos exames?


Sim, é verdade! O álcool interfere no metabolismo dos carboidratos e, por isso, pode interferir nos resultados dos exames de colesterol e de glicose. Além destes, outros parâmetros como a contagem de leucócitos, hemácias e plaquetas também podem ser influenciados. Por isso, seu consumo deve ser evitado por pelo menos 72 horas antes de realizar a coleta.


Posso fumar no dia que antecede a coleta?


Assim como o álcool, o fumo também pode influenciar no resultado de alguns exames, como a dosagem de glicose. Por isso, também é recomendado evitar o consumo de cigarros no dia da coleta.


Posso praticar atividade física antes da coleta de sangue?


A prática de atividade física também influencia no resultado dos exames. Por isso, desportistas amadores ou profissionais precisam avisar o laboratório sobre o hábito praticar esportes. Isso é importante porque o exercício reduz os níveis de glicose no sangue e produz outros metabólitos como o ácido lático e a creatinofosfoquinase (CPK), que são importantes marcadores da função muscular.


Outros exames que podem ser influenciados pela prática de atividade física é a dosagem de ácido úrico e ferro. O primeiro é um importante sinalizador da gota e da insuficiência renal. Já a deficiência de ferro pode levar à anemia.


Em outro artigo, também falamos de como exercícios físicos, como andar de bicicleta, podem contribuir para o aumento temporário do antígeno prostático específico (PSA), um importante marcador do câncer de próstata.


Além disso, o exercício físico intenso, como uma maratona, pode levar ao aumento dos glóbulos brancos e da contagem de plaquetas, bem como na redução da concentração de hemoglobina e na contagem de hemácias.


Posso tomar a medicação antes do exame de sangue?


Alguns medicamentos, de fato, podem interferir no resultado dos exames, como antibióticos, anti-inflamatórios e anticoagulantes. Por isso, cabe ao médico e ao laboratório informar quando o medicamento deve ser suspenso. Caso não possa ser suspenso, o laboratório deve levar em consideração a presença desta medicação.


A vacinação próxima da coleta de sangue interfere nos resultados dos meus exames?


A vacinação nos dias que antecedem a coleta não influencia no resultado da maioria dos exames.


Porém, em alguns casos, a vacina de vírus atenuados (que estão vivos, mas não são capazes de produzir a doença) pode levar à um quadro de viremia, no qual o vírus causador da doença pode ser detectado no sangue por um período de aproximadamente 30 dias após a vacinação. Isso pode gerar um resultado positivo em exames que investigam a presença do vírus, o que pode ser considerado um fator de confusão, mas representa apenas a vacina em ação. É o caso das vacinas contra a caxumba, febre amarela e sarampo, por exemplo.


Por isso, antes de realizar os seus exames, consulte o seu médico e o laboratório para conhecer os fatores que podem influenciar na coleta e na precisão dos resultados.


Nós, do Laboratório Biocenter, assumimos o compromisso de trazer informações relevantes e atuais para você. Estamos prontos para lhe atender e garantir os melhores resultados em exames laboratoriais.

Referências científicas:


Sociedade Brasileira de Patologia Clínica (SBPC). Fatores pré-analíticos e interferentes em ensaios laboratoriais. Disponível em: https://bibliotecasbpc.org.br/pags/view.archive.php?ID=2307&PATH=pdf. Acesso em: 22/11/2022.


De la Salle B. Pre- and postanalytical errors in haematology. Int J Lab Hematol. 2019 May;41 Suppl 1:170-176. doi: 10.1111/ijlh.13007.


Feriel J, Tchipeva D, Depasse F. Effects of circadian variation, lifestyle and environment on hematological parameters: A narrative review. Int J Lab Hematol. 2021 Oct;43(5):917-926. doi: 10.1111/ijlh.13590.

103 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page