top of page

Dengue: interações medicamentosas e vacinação.



As arboviroses são doenças caracterizadas por transmissão de vírus através de vetores artrópodes (principalmente nesse caso os mosquitos), temos como exemplos de arboviroses: Chikungunya, Zika e a Dengue. Todos esses exemplos são transmitidos pelo mesmo vetor o mosquito Aedes aegypti. De tempos em tempos é comum observamos na mídia o reaparecimento de informações sobre prevenção e tratamento de cada uma dessas doenças e isso ocorre por serem doenças com padrão sazonal, ou seja, um padrão de aumento de casos em determinada estação ou época do ano. Falando especificamente da Dengue, seu padrão sazonal é mais comum no período de outubro a maio trazendo aumento da incidência da doença.


Em nosso Blog temos uma postagem com o título “Como a dengue é transmitida? O mosquito é o vilão?” (https://www.biocenternet.com.br/post/como-a-dengue-%C3%A9-transmitida-o-mosquito-%C3%A9-o-vil%C3%A3o) em que já abordamos questões mais gerais da doença como: sinais e sintomas, transmissão, informações sobre o vetor e diagnóstico. Por conta disso, essa nova postagem está com o intuito de trazer novas atualizações sobre a doença como por exemplo as contraindicações farmacológicas e a vacinação que vem sendo amplamente discutidas.

 

Quais as contraindicações importantes para a dengue?


A dengue é uma doença febril e sistêmica e em todas as suas categorias desde a dengue sem sinais de alerta até o caso da dengue grave é possível observar manifestações hemorrágicas como apresentação de petéquias até sangramentos graves.

Por conta disso a recomendação do Ministério da Saúde é para evitar o automedicamento com o uso de salicilatos que são anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) por conta de sua interação com a inibição da formação de tromboxano A2, uma substância essencial para a agregação plaquetária e com isso pode aumentar essas manifestações hemorrágicas.

A automedicação não deve existir e é totalmente contraindicada, principalmente com alguns exemplos divulgados pelo Ministério da Saúde, como: ibuprofeno, AAS e indometacina. Além disso, temos corticosteroides como prednisona e hidrocortisona que são anti-inflamatórios hormonais e podem contribuir com as manifestações hemorrágicas


Qual o tratamento correto?


Atualmente não existe um tratamento específico antiviral contra a dengue, por conta disso é realizado um manejo de suporte principalmente para manter o volume intravascular adequado com a reposição de líquidos. Assim é necessário que os pacientes busquem a orientação médica e sigam suas devidas recomendações, sendo que algumas delas incluem o repouso em casa e o aumento da ingestão hídrica.


Existe vacinação para dengue?


Recentemente, no dia 21 de dezembro de 2023 o Ministério da Saúde incorporou a vacina Qdenga contra a dengue no Sistema Único de Saúde (SUS) que fará a prevenção dos quatro sorotipos da dengue e a sua aplicação é para indivíduos de 4 a 60 anos de idade, contando com duas doses. A limitação da idade ocorre pela necessidade de estudos maiores com populações acima de 60 anos de idade, porém os estudos para essa aplicação já estão ocorrendo. Os ensaios clínicos realizados demonstraram uma eficácia geral de 80,2% contra a dengue após 12 meses da segunda dose e uma redução em 90% das hospitalizações.


Referências:

Bhatt S, Gething PW, Brady OJ, Messina JP, Farlow AW, Moyes CL, Drake JM, Brownstein JS, Hoen AG, Sankoh O, Myers MF, George DB, Jaenisch T, Wint GR, Simmons CP, Scott TW, Farrar JJ, Hay SI. The global distribution and burden of dengue. Nature. 2013 Apr 25;496(7446):504-7. doi: 10.1038/nature12060. Epub 2013 Apr 7. PMID: 23563266; PMCID: PMC3651993.


Organização Mundial de Saúde. Febre hemorrágica da dengue: diagnóstico, tratamento, prevenção e controle, 2ª edição. OMS, Genebra 1997. http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/41988/1/9241545003_eng.pdf (Acessado em 07 de dezembro de 2016).

 

Bhatt S, Gething PW, Brady OJ, Messina JP, Farlow AW, Moyes CL, Drake JM, Brownstein JS, Hoen AG, Sankoh O, Myers MF, George DB, Jaenisch T, Wint GR, Simmons CP, Scott TW, Farrar JJ, Hay SI. The global distribution and burden of dengue. Nature. 2013 Apr 25;496(7446):504-7. doi: 10.1038/nature12060. Epub 2013 Apr 7. PMID: 23563266; PMCID: PMC3651993.


Ministério da Saúde (2023). Ministério da Saúde incorpora vacina contra a dengue no SUS. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/assuntos/saude-de-a-a-z/d/dengue. Acesso em: 19 fev. 2024.

96 visualizações

Comentários


bottom of page